Com tanta conversa – e tantos memes – acerca do Tinder, a tentação de experimentar esta demoníaca aplicação de dating acaba por levar a melhor de quem é solteiro. E mesmo até de quem não é, mas isso já é outra história…

Bem, a verdade é que eu cedi, e lá criei um perfil no Tinder. Para quem não está a par destas andanças, a premissa do Tinder é que nós temos, essencialmente, uma montra de todas as pessoas que aderiram ao Tinder, num raio de x kilómetros (definido por nós). Estilo Red Light District, mas com menos classe. Quando vemos o perfil de alguém, ou damos like, para indicar que estamos interessados, ou passamos ao próximo.

Parece giro, não é? Pois, a mim pareceu-me muito bem, apesar dos critérios fúteis implicados neste sistema. Só foi pena ninguém me ter avisado acerca da quantidade de cromos que ia apanhar nesta minha aventura… Hoje, trago-vos uma lista dos tipos de rapazes que se encontram no Tinder, uma espécie de almanaque da rapariga solteira do século XXI.

O Ninfomaníaco

Este é aquele rapaz que, simplesmente, nos quer ir ao pito – e não o esconde. Aliás, até é capaz de ser das primeiras coisas que nos diz. Há alturas em que começa conversas com algo como: “Olá! Tens cá umas pernas…” – e esta é a versão soft…
Existe ainda a possibilidade de ele vos convidar para terem sexo casual na casa da sua avó, portanto preparem-se. Não, não estou a gozar…
Uma pessoa ainda tenta ver se o rapaz se acalma e as coisas não tomam um ritmo demasiado acelerado, mas acaba sempre por desistir, porque dali não leva nada senão poucas-vergonhas.

O Engraçadinho

Este é o rapaz que pega em tudo o que uma rapariga diz e arranja maneira de o transformar em conteúdo sexual, normalmente sob a forma de piadas porcas que não fazem ninguém rir. Do género:

Ela: *refere que fala quatro línguas*
Ele: Ah, então deves ser boa com a língua! E ainda por cima logo quatro! 😉
Enfim, é bloqueá-lo e passar ao próximo…

O Precavido

Este é o mais interessante espécime, porque é inseguro, mas ao mesmo tempo tem muita confiança. Passo a explicar: este rapaz tem alguma insegurança, portanto, quando encontra uma rapariga do seu agrado, se esta tiver o Instagram conectado ao perfil do Tinder, toma nota do username. Assim, se não fizerem match, não há problema, porque o rapaz vai, com toda a confiança do mundo, enviar mensagem no Instagram.
E depois segue-se a conversa constrangedora, em que o rapaz pergunta se a rapariga está interessada, sendo que era óbvio que não, já que não fez like no perfil dele… A ironia de toda a situação que, infelizmente, não é incomum, deixa-me muito intrigada. O que será que vai na cabeça desta gente??

O Fantasma

Este é o rapaz mais comum: aquele que, ou não diz nada quando se dá o match, ou não responde quando a rapariga, por uma vez, começa uma conversa.

O Romeu

Este é o espertalhão. Sabe-a toda, e tenta fazer com que as raparigas fiquem iludidas, com que se sintam umas Julietas. Convida para ir jantar – e não é em casa dele!! -, mas quando demora muito tempo a conseguir o que quer (entenda-se: pito), deixa de responder e passa à próxima.

O Gajo Normal

Este, ao contrário do que eu esperava, é o mais raro espécime na plataforma. Arriscaria afirmar que há um por cada seis ou sete dos outros, o que é uma tristeza. Este é aquele rapaz que consegue ter conversas normais, interessantes até, e não tenta saltar para a cueca desde o primeiro momento. Abençoado seja!

················
Bem, agora que vos revelei algumas das minhas desmoralizantes aventuras pelo Tinder, vou chorar um bocadinho, e pedir a Deus que a minha vida amorosa tenha melhoras em breve.
E vocês, têm alguma experiência interessante no Tinder? Deixem nos comentários, eu vivo para histórias destas!