Título: Aqueles Que Merecem Morrer
Autor: Peter Swanson
Editora: Faber & Faber
Ano de publicação: 2015
Páginas: 415
 
Onde comprar: Inglês & Português

Hoje venho falar-vos de mais uma leitura fenomenal – The Kind Worth Killing de Peter Swanson. Este ano está a ser muito bom em termos de qualidade (mas não tanto em quantidade, infelizmente!).

Há uns meses atrás, fiz uma leitura conjunta com a Dora de outro livro do autor que saiu em 2017 – Her Every Fear. Foi uma leitura espectacular, lembro-me de devorar o livro. No entanto, já sabia que todos achavam que o melhor livro do autor era o The Kind Worth Killing. Séculos depois, decidi, finalmente, lê-lo. Como podem imaginar, as minhas espectativas eram bastante altas, já que toda a gente no booktube adorou esta leitura.
The Kind Worth Killing não só atingiu, como superou as minhas espectativas!

 

A História

A narrativa começa com o Ted sentado no bar do aeroporto, à espera do avião para Boston. Há uma mulher – a Lily – que mete conversa com ele, e acabam por conversar durante horas, já que vão no mesmo voo. Durante esta conversa, Ted revela a Lily que descobriu que a sua mulher, Miranda, o anda a trair. Em tom de brincadeira, acaba por lhe dizer que lhe apetece matá-la. Lily, ao contrário do que ele esperava, não só apoia a ideia, como se oferece para o ajudar.

“Okay,” she said, and thought a moment. “Truthfully, I don’t think murder is necessarily as bad as people make it out to be. Everyone dies. What difference does it make if a few bad apples get pushed along a little sooner than God intended? And your wife, for example, does sound like the kind worth killing”.

 

Opinião

A partir daqui, desenvolve-se um enredo genial que envolve vários personagens que vamos conhecendo. São revelados segredos e passados obscuros – algo que eu aprecio sempre em thrillers – e existem várias reviravoltas que tornam a história ainda mais viciante. Swanson é um daqueles autores que, quando pensamos que já sabemos o que aconteceu/vai acontecer, nos surpreendem novamente. É uma das qualidades que mais aprecio num autor – nada pior do que ler um livro previsível!

I thought about it constantly, turning the idea around in my mind like looking at a diamond from every possible perspective, looking for flaws or cracks, looking for guilt or second thoughts, and I found none. All I found was the renewed conviction that [personagem] was a monster that I needed to slay.

Eu devorei este livro! Só não li mais depressa porque é época de testes e, infelizmente, o tempo é escasso. Por falar em ler, houve outro aspecto do livro que me agradou muito: leitores. Se há coisa que adoro é ler descrições de hábitos de leitores ou do seu amor pelos livros, provavelmente porque me consigo relacionar com essas descrições.

I’d watched her for an hour one night, as she sat in her red leather chair, her legs tucked up under her, reading a hardcover book. While she read she absentmindedly twirled a long strand of hair in a finger. A cup of tea next to her sent up a ribbon of steam.

O facto de a história ser contada de vários pontos de vista diferentes, não só torna a leitura muito mais completa, como nos faz perceber como uma situação pode ser vista de forma tão diferente, dependendo do personagem, e as repercussões que isso pode ter. É algo que acho muito interessante.

Apesar de o livro ser sobre um assassinato, proporciona vários momentos de humor, e houve alturas em que ri à gargalhada.
Resumindo, The Kind Worth Killing tem tudo o que se quer num thriller, e eu adorei cada página. Estou mortinha para ler o novo livro do autor que acaba de sair – All the Beautiful Lies. Apesar de já ter visto reviews negativas, duvido que haja um livro de Peter Swanson que não me agrade!

★★★★★ 5/5 estrelas