O post de hoje é mais pessoal – venho falar-vos sobre a minha experiência com a leitura, e como eu comecei a ler. Considero que não é o percurso mais natural, por isso achei que seria interessante partilhar com vocês como surgiu o meu amor pelos livros.

Sempre fui daquelas pessoas que, simplesmente, não têm o hábito de ler, nem têm interesse em fazê-lo. Aliás, eu nem ‘obrigada’ lia, tanto que só li meia dúzia de páginas (se tanto) dos livros de leitura obrigatória no Ensino Básico e Secundário.

Os meus pais, ao contrário de mim, sempre tiveram o hábito da leitura – a minha mãe mais dedicada à literatura, e o meu pai aos livros temáticos.

Tudo isto mudou a partir do momento em que descobri a comunidade literária online, há cerca de três anos atrás, já com 18 anos. Lembro-me de descobrir o canal da Regan e sentir uma enorme vontade de ler todos os livros que ela mencionava. A partir desta magnífica comunidade literária, fui ganhando curiosidade em relação a certos livros.

Um dia comprei um livro que estava a metade do preço (vocês já sabem onde) – 7 Meses e Meio Para Encontrar um Namorado, de Carolina Aguirre. O título e a sinopse pareceram-me engraçados, por isso resolvi dar-lhe uma oportunidade. Não foi a melhor leitura, até porque só lhe dei duas estrelas, mas gostei o suficiente para querer explorar mais este ‘novo mundo’.

O gosto pela leitura veio à superfície quando, num belo dia, passei pela secção dos livros da FNAC e acabei por trazer de lá o Eleanor & Park de Rainbow Rowell, que tinha saído há pouco tempo em Portugal. Penso que não demorei mais de dois dias a lê-lo. Mexeu muito comigo e fez-me chorar baba e ranho, algo inédito para mim. Até hoje, considero-o um dos meus livros preferidos, e é, sem dúvida, o livro que me fez apaixonar pela leitura.

A partir daí, comecei a experimentar ler em inglês, já que tinha um nível avançado na língua e os livros ficavam quase a metade do preço das traduções – o que significava mais leituras, pelo mesmo preço. Fui desenvolvendo uma preferência (que se mantém até hoje) pela leitura em inglês, como já devem ter percebido pela bookshelf tour.

Quase todas as semanas encomendava livros, e a minha colecção foi crescendo. No início, ainda dava vazão aos livros que comprava, mas depois comecei a acumular demasiados. Ainda hoje acumulo demasiados livros, e é por isso que a maioria da minha estante está ainda por ler pânico

E foi assim o meu percurso, como foi o vosso?

Espero que tenham gostado do post!
Vemo-nos no próximo ♡