Título: Lies
Autor: T.M. Logan
Editora: St. Martin’s Press
Ano de publicação: 2018
Páginas: 432
Género: Mistério; Thriller (doméstico/psicológico)

 

Onde comprar (portes grátis): Wook e BookDepository

Ultimamente, só me apetece ler thrillers e policiais. É um género que, apesar de ter começado a explorar apenas há uns meses, já está no topo como um dos favoritos. O que mais me agrada é como eu fico agarrada ao livro e esqueço tudo em meu redor porque, naquele momento, a única coisa que interessa é saber o que aconteceu ou vai acontecer. E foi exactamente isso que aconteceu com Lies.

 

A História

Em Lies, seguimos Joe, um professor de inglês que é casado com Melissa, com quem tem um filho, William, de quatro anos. Num dia normal, quando Joe está preso no trânsito no regresso a casa, William vê o carro de Melissa perto deles. Começa a dizer ao pai que Mel está ali e pede para fazer uma surpresa à mamã. Joe acaba por ceder, por isso começa a seguir a sua mulher.
Ela entra no parque de estacionamento subterrâneo de um hotel e eles estacionam também, e depois seguem-na dentro do hotel, aguardando o momento certo para a surpreender. Quando Joe chega perto de Mel, repara que está com um homem a falar com ela, bastante exaltado e a agarrar-lhe o braço. Recua, e põe-se em frente ao filho, para que este não consiga ver.

A partir desta cena a que Joe assiste, tudo começa a descambar na sua vida.

 

Opinião

Um pouco de background: eu vi este livro algures na internet e a capa chamou-me muito, assim como a tagline ‘E se toda a tua vida se baseasse em mentiras?’. Calhou ser um livro publicado pela St. Martin’s Press, uma editora com quem trabalho há anos, por isso enviaram-me um exemplar de avanço digital. Na verdade, este livro já saiu no ano passado, mas sairá uma edição desta editora em Setembro deste ano. Eu estava bastante interessada, e cheguei a incluir o livro em duas TBRs no canal, mas nunca pensei gostar tanto do livro!

Devo começar por dizer que eu não ficava tão agarrada a um livro há algum tempo. Eu comecei este livro na segunda-feira e li quase metade à noite, até não conseguir manter os olhos abertos. Ontem, terça-feira, peguei nele assim que acordei e não queria fazer mais nada até o acabar. Só parei a leitura e saí de casa porque a minha mãe me subornou com comida 😀 E quando voltei, enfiei-me na cama até o acabar. Quero com isto dizer que é uma leitura viciante, que nos agarra logo nos primeiros capítulos.

Quando comecei a ler, não sabia nada sobre a história, nem sequer me lembrava da sinopse. Ao longo da leitura, fiquei muito surpreendida com o rumo que a história estava a tomar, nunca pensei que a história se desenvolvesse desta forma. Essa foi uma das coisas que mais apreciei na leitura, fui surpreendida o tempo todo! Só fui reler a sinopse quando terminei o livro, e percebi que mesmo que a tivesse lido antes de começar, não me dizia grande coisa sobre a história – o que é óptimo! Cada vez mais tenho reparado que as sinopses, especialmente dos thrillers, dizem demasiado e podem até conter spoilers.

Gostei muito do facto de ser um thriller doméstico mas, por uma vez, não ser da perspectiva de uma mulher – que normalmente gosta de se enfrascar. Desta vez é o homem que é muito caseiro e gosta de passar tempo com o filho, e é da perspectiva dele que a história se vai desenrolar. Achei uma leitura refrescante (pelo menos para mim foi).

O enredo deste livro é qualquer coisa, eu nunca tinha lido nada deste género e ADOREI a história. Como o título indica, toda a história se baseia em mentiras e segredos, por isso o leitor está sempre a descobrir coisas e sempre com aquela sensação de que vai acontecer alguma coisa, sempre na expectativa. E o plot twist? Genial! Fez-me lembrar o A Mulher Entre Nós porque nessa leitura também não esperava sequer que houvesse um plot twist, portanto quando houve eu fiquei K.O.

A escrita do autor flui muito bem, é fácil ler umas 100 páginas de uma vez sem se dar por isso. Quem me conhece sabe que eu gosto de livros assim, que se lêem rápida e compulsivamente.

Este é um livro relativamente grande, mas não se desenvolve lentamente. É grande porque acontece tanta coisa, e são reveladas tantos segredos e mentiras que acabam por fazer desta história um mini-calhamaço. Eu mencionei no Goodreads que esta leitura me estava a stressar. Vocês não fazem ideia da ansiedade que este livro me causou – chegou ao ponto de eu ter de fazer pausas para respirar e ver se me acalmava. Eu entrei mesmo na história 😛

Bem, já me alonguei imenso nesta opinião… Concluindo, esta é uma leitura com um enredo muito bem construído, baseado numa rede de mentiras e segredos que manipulam a vida do personagem principal (e a do leitor, que não consegue ser produtivo até terminar o livro).

Recomendo mesmo muito, e espero que as editoras nacionais traduzam este livro, acho que os leitores portugueses iriam adorar lê-lo!

★★★★★ 5/5 estrelas