Título: Perto de Casa
Autor: Cara Hunter
Editora: Porto Editora
Ano de Publicação: 2018
Nº de Páginas: 310
Classificação: 5/5 estrelas

Goodreads // Onde comprar (portes grátis): Wook ou BookDepository


SINOPSE

Como pode uma criança desaparecer sem deixar rasto?

A noite passada, Daisy Mason de oito anos, desapareceu enquanto decorria uma festa de família. Ninguém viu, ouviu ou percebeu o que quer que fosse, ou pelo menos, é o que todos dizem.
O Inspetor Adam Fowley está a tentar manter o espírito aberto, mas ele sabe que nove em dez vezes, o responsável é alguém que a vítima conhece muito bem.

Alguém está a mentir. E o tempo está a esgotar-se.

 

OPINIÃO

Muito obrigada à Porto Editora por me ceder uma cópia para resenha! 

Meu Deus, que livro!! 😍 Como devem saber, adoro thrillers e policiais. Quando vi esta novidade da Porto Editora, decidi pedir um exemplar para dar a minha opinião. Tinha um feeling que me dizia que ia gostar, mas as minhas expectativas foram superadas 🙌🏼 Perto de Casa conta-nos a história de Daisy, uma menina de 8 anos que desapareceu de uma festa que decorria no seu próprio quintal. Através da perspectiva do detective Adam Fawley, o leitor tenta descobrir onde está Daisy, quem a levou, e como é possível que ninguém na festa tenha visto algo suspeito.

 

ENREDO E ESCRITA

Perto de Casa é um policial sobre o rapto de uma criança – algo que todos nós já vimos anteriormente. Porém, já li vários livros deste género, e não me lembro de gostar tanto de nenhum deles como gostei deste. A história é super viciante, ajudada pela escrita envolvente, e eu só queria ler mais e mais. Não é um livro longo, tem pouco mais de 300 páginas, mas acontecem milhentas coisas. A leitura é rápida e compulsiva porque há revelações e reviravoltas página sim, página não – para alguém conseguir pausar a leitura, é um caso sério 😅

 

OS MEUS FLASHBACKS

Algo que se destacou durante a leitura foi o formato. Para além da prosa, que corresponde a uns 85% do livro, temos outros formatos: artigos de jornais, transcrições de interrogatórios, e tweets. Os media são uma parte relevante desta história, especialmente o Twitter. Durante a leitura, tive vários flashbacks do caso McCann. Toda a gente culpou imediatamente os pais da Daisy, tal como ocorreu quando a pequena Madeleine desapareceu, já que o seu comportamento é “inadequado” perante a situação. Além disso, se os pais não fossem negligentes, Daisy ainda estaria em casa. Adorei ver a opinião do público ao longo da investigação, tornou tudo ainda mais real.

 

PERSONAGENS PROBLEMÁTICOS

Em Perto de Casa, conhecemos vários personagens avariados do juízo, começando pelos pais da Daisy. Basicamente, nada do que eles fazem é o que uma pessoa normal faria na sua situação – e isto, como já mencionei, faz com que toda a gente desconfie deles e os acuse. A mãe, especialmente, age de uma forma estranha, quase que parece que não quer saber, ou que nem sequer se apercebe da gravidade da situação. Eventualmente, percebemos porquê…
O narrador, Adam Fawley, é a típica figura de um detective. Um homem perturbado, com um passado obscuro e doloroso. Desde o início, sabemos que algo terrível aconteceu com o seu filho e, durante a leitura, vamos tendo pequenos flashbacks do seu passado. No entanto, o livro não é sobre o detective, mas sim focado no caso e na investigação.

 

EPÍLOGO SURPREENDENTE

Chegando ao final, o autor arrebata-nos completamente. Sabem quando leem um livro e sentem que já foi tudo revelado? Bem, eu também achei isso, mas estava enganada. No final do livro, o autor atira-nos um twist final que nos deixa boquiabertos. Certamente, alguns de vocês conseguirão prever o twist, mas eu estava longe de imaginar este final. Adoro quando os autores me enganam, é fantástico 😄


Escrita ★★★★★
Ritmo ★★★★★
Enredo ★★★★★
Personagens ★★★★★
NOTA FINAL 5 estrelas

E vocês, já leram Perto de Casa? Digam-me nos comentários o que acharam!

COMPRAR ESTE LIVRO COM PORTES GRÁTIS

Obrigada por visitarem o blog,
Até à próxima ♡


Se tiverem interesse, podem ver aqui uma lista de todas as resenhas aqui no blog!